Aos trabalhadores da Opel, Navarro, Thyssen, Premier e C. Salvensen

Aos trabalhadores da Opel, Navarro, Thyssen, Premier e Christien Salvensen

No momento em que se encerram as portas destas empresas, o PCP expressa a sua profunda solidariedade para com os milhares de trabalhadores e suas famílias, vítimas directas do oportunismo da General Motores e da política de direita do Governo PS.

Saudamos calorosamente a luta que desenvolveram durante meses a fio, pela defesa dos direitos e dos postos de trabalho, pela defesa da economia nacional e da dignidade dos trabalhadores.

Saudamos a vossa unidade na luta e o papel destacado que tiveram na sua condução as organizações representativas dos trabalhadores.

Para muitos, o encerramento destas empresas, representa uma derrota dos trabalhadores. Porém os trabalhadores sabem que só perde verdadeiramente, quem não luta e de braços caídos abdica do seu direito ao trabalho.

Do PCP esperem o permanente empenho na denúncia e combate às políticas que estiveram na origem do encerramento da Opel: A avidez da empresa que, apesar dos lucros, dos trabalhadores produtivos e de ter recebido subsídios do Estado Português e da União Europeia, não hesitou em deslocar-se para outras paragens. Do Governo do PS que, com a sua politica de direita e subserviente do grande capital, nada fez para evitar a deslocalização da empresa, salvaguardar os direitos dos trabalhadores e os interesses do país.

No futuro, como até aqui, contem com o PCP na defesa dos interesses dos trabalhadores e do povo, os verdadeiros interesses nacionais.

Viva a luta dos trabalhadores!

Executivo da DORL do PCP 

PARTILHAR