AM Odivelas – Intervenção sobre a Educação

3ª Sessão Extraordinária da Assembleia Municipal de Odivelas

Intervenção sobre a Educação

 
Os meus cumprimentos a todos os presentes.

Aproxima-se a Páscoa e com ela mais uma interrupção das actividades lectivas, o final do 2º período escolar.

Daqui a pouco o ano lectivo terminou e já se pode iniciar um prévio balanço de como ele está a decorrer.

No que se refere ao 1º ciclo no nosso Concelho, verificamos que muitas escolas ainda estão a funcionar em regime duplo. Esta situação cria uma desigualdade no acesso ao ensino por parte dos alunos: enquanto uns têm aulas distribuídas entre a manhã e a tarde, outros só as podem ter ou de manhã ou de tarde.

A consequência imediata do regime duplo é que estes alunos não podem usufruir de actividades de enriquecimento curricular, porque não há espaço para elas.

Torna-se cada vez mais urgente que a Câmara desenvolva todas as iniciativas para serem construídas as escolas que fazem falta neste concelho. Quando chegarmos a Setembro, tudo estará na mesma.

 E não se pense que o problema dos regimes duplos se verifica só no 1º ciclo. O mesmo se passa no 2º e 3º ciclos, onde as escolas estão superlotadas e por isso o recurso aos horários em duplo é inevitável, por vezes obrigando a horários completamente “esfrangalhados”, obrigando os alunos a várias idas e vindas à escola ao longo do dia.

Nesta altura do ano as escolas estão a preparar a oferta educativa para o próximo lectivo e por isso as escolas secundárias, para cumprirem as directivas do ministério da educação, estão a aprovar os cursos profissionais que pretendem leccionar em 2007/2008.

Estes cursos, à semelhança dos tecnológicos, na sua estrutura curricular têm uma componente de aprendizagem em contexto de trabalho, o que vulgarmente se designa por estágio. Este estágio é solicitado pelas escolas junto de empresas e também junto da autarquia.

É sabido que junto da Câmara de Odivelas várias escolas do concelho já solicitaram estágios para alunos dos cursos tecnológicos e profissionais. Não obtiveram, contudo, obterem resposta positiva, à excepção do caso da secundária da Ramada, não obstante as declarações de intenção, sempre agradáveis de ouvir, de que a câmara irá colaborar com as escolas.

Nos relatórios de actividades da Câmara vem sempre indicado um número de estágios solicitados, mas não se sabe por quem nem qual o seu despacho.

Creio que será útil sabermos com que escolas do concelho está a câmara a colaborar em estágios profissionais, no âmbito dos cursos tecnológicos e profissionais e quais as perspectivas para o próximo ano lectivo.

A educação deve ser uma séria prioridade para quem toma decisões políticas.

Tenho dito
Obrigada

Odivelas, 29 de Março de 2007

PARTILHAR