1912, Partido Ilegal e Trabalho Legal

«Quanto ao partido social-democrata, não vê as coisas deste modo. A conclusão fundamental da avaliação do momento feita por nós, pelo partido, consiste em que a revolução é necessária e se aproxima. Modificaram-se as formas do desenvolvimento que conduz à revolução, permanecem as velhas tarefas da revolução. Daí a conclusão de que as formas de organização devem modificar-se, as formas das «células» devem ser flexíveis, o seu alargamento far-se-á muitas vezes através do alargamento não das próprias células mas através da sua «periferia» legal, etc. Tudo isso foi dito muitas vezes nas resoluções do partido.

Mas esta modificação das formas da organização ilegal não corresponde de modo nenhum à fórmula: «adaptá-la» ao movimento legal. Não é de modo nenhum assim! As organizações legais são pontos de apoio para fazer penetrar nas massas as ideias das células ilegais. Quer dizer, modificamos a forma de influência para que a influência anterior vá numa direcção ilegal.

Quanto à forma das organizações, o ilegal «adapta-se» ao legal. Quanto ao conteúdo da actividade do nosso partido, a actividade legal «adapta-se» às ideias ilegais.»

Ler Texto Completo de Lénine, em PDF

PARTILHAR