AM Odivelas – Sobre a Ramada

2ª Reunião da 5ª Sessão Ordinária da
Assembleia Municipal de Odivelas

Não é novidade para ninguém que o nosso concelho necessita de um grande reforço de oferta de equipamentos escolares públicos. Se exceptuarmos o ensino secundário onde a situação não é preocupante – apenas 2 das 5 escolas secundárias estão cima dos 100% da sua capacidade – Odivelas e Ramada e mesmo estas porque recebem alunos do 3º ciclo – é urgente uma aposta forte do Estado.

Relativamente às escolas do 2º e 3º ciclos a situação é grave embora a luz verde para a construção da escola EB 2/3 de Famões venha finalmente ultrapassar uma inexplicável hesitação de alguns anos em que ora figurava em PIDAC ora era retirada enquanto que no terreno se sentia a sua falta.

Poderá agora proceder-se ao reordenamento da distribuição dos alunos, com grandes benefícios para todos, especialmente para aqueles que diariamente e mais que uma vez por dia percorrem grandes distâncias para se deslocar à escola.

A Ramada também tem um quadro que precisa de ser analisado. A sua escola EB 2/3 Vasco Santana está a 157% da sua utilização – números da Carta Educativa do Concelho de Odivelas. Aparentemente pode pensar-se que outra Escola EB 2/3 na Ramada faria sentido, se tivermos em conta ao constante aumento da sua população. Mas atentemos neste facto: A Vasco Santana tem sido, tal e qual como a Secundária da Ramada a escola de retaguarda para os excedentários de outras freguesias como por exemplo Odivelas. 40% dos seus alunos não residem na freguesia.

O que vos quero demonstrar com esta prova é que mais do que outra EB 2/3 para a Ramada, é urgente construir a escola dos Apréstimos, Jardim de infância e 1º Ciclo. O terreno já existe, falta o resto..

Não basta construir habitação – é preciso investimento noutras infra-estruturas. Como se pode incentivar casais jovens a terem mais filhos, se depois quando começam a pensar nos encargos futuros não encontrem alternativa para os infantários e escolas privadas com mensalidades astronómicas com um peso insuportável na sua situação económica?

Não é justo e a população não compreende. Nós que andamos no terreno apercebemo-nos da sua insatisfação.

Reafirmo que é urgente uma inflexão neste aspecto – mais do que outra escola básica do 2.º e 3.º ciclos, a população da Ramada, freguesia onde há 500 alunos do 1.º ciclo em regime duplo, as escolas, com raras excepções, apresentam-se superlotadas, degradadas e com falta de equipamentos como refeitórios e ginásios, precisa da escola dos Apréstimos para agora, Sras. e Srs Deputados.

Espero com isto conseguir que se proceda a uma reapreciação urgente da situação e se opte pela escolha mais adequada à situação que acabo de vos apresentar.

Odivelas, 21 de Dezembro de 2006.

O Presidente da Junta de Freguesia da Ramada

Francisco Bartolomeu

PARTILHAR