As meias verdades de António Costa

Para a Célula do PCP, os jogos de palavras do presidente António Costa são uma perda de tempo e visam criar nebulosas sobre as suas reais intenções. E as reais intenções constam no despacho 128/P/2011 de 14 Outubro, publicado em Boletim Municipal a 3 de Novembro, e neste, é feito um enquadramento com referência à crise económicofinanceira o País e ao Memorando assinado entre o governo e a troika, determinando António Costa, um conjunto de medidas que, no essencial, são outros tantos ataques aos trabalhadores do Municipio e à cidade.

Ler Nota de Imprensa em PDF

PARTILHAR