Visita dos vereadores da CDU ao Jardim de Infância Álvaro de Campos – 08/10/2008

DECLARAÇÃO POLÍTICA DOS VEREADORES DA CDU

Visita dos vereadores da CDU ao Jardim
de Infância Álvaro de Campos

Na visita que os vereadores da CDU fizeram ao Jardim de Infância Álvaro
de Campos, sito na Codivel em Odivelas, verificaram que este equipamento de pré
escolar tem as seguintes condições a corrigir:

Edifício:
 

  • Cobertura em fibrocimento, material proibido por ser cancerígeno;
  • Com cerca de 25 anos;
  • Edificação construída em madeira que já está velha. Portas e paredes com
    rachas e fendas;
  • Terreno envolvente a ceder e muro com rachas;
  • Ajardinamento abandonado;
  • Casa de banho com lavatório velho, tampo feito de madeira prensada
    (formica). Vai-se desfazendo;
  • Tem salas com infiltrações de água, quando chove;
  • Paredes forradas com cartolina para esconder o seu mau estado;
  • Sumidouro para as águas da chuva insuficiente, quando chove muito a acumulação das águas torna impossível a
    utilização pelas crianças da área ocupada;

Pessoal:

  • Tem 4 funcionárias quando são necessárias 5. O mesmo é dizer que falta
    uma para poder funcionar razoavelmente.

Equipamento:

  • Só tem um computador a funcionar, tem
    outro que foi oferecido por um encarregado de educação que já não funciona bem
    para poder ser utilizado pelas educadoras. É preciso um novo. Não tem
    internet nem programas adequados às necessidades dos técnicos;
  • Tem uma fotocopiadora avariada. Será que ainda suporta reparação? Se não
    suportar torna-se necessário adquirir uma nova;

Carências
no Meio:

  • Há cerca de 100 crianças em lista de espera;
  • O ATL é da responsabilidade
    da associação de pais e, funciona das 8.00h – 9.00h e das 15.15 às 19.00h –
    cada criança paga 70€, se não fosse o ATL a estas crianças não era assegurado o
    acompanhamento nestes períodos;

Pelo exposto é opinião dos vereadores da CDU que também esta zona do
concelho está mal servida na valência de pré-escolar. Há necessidade de algumas
acções imediatas para eliminar determinadas anomalias aqui apontadas.

Odivelas,
8 de Outubro de 2008

PARTILHAR