2008 02 01 – Sobre novos ataques aos Trabalhadores e Pensionistas da Administração Pública

O governo pretende reduzir, em 2008, as despesas da Administração Pública em 3.926.2 milhões de euros referentes a despesas de pessoal. O que só será possível de obter através de elevado número de trabalhadores ou despedidos, ou colocados na Situação de Mobilidade Especial ou forçados a se aposentarem prematuramente o que, a concretizar-se, aumentará o desemprego (actualmente o Estado é o maior destruidor de emprego) e terá efeitos negativos na qualidade dos serviços públicos prestados à população (saúde, educação, etc.), e também por meio da redução do poder de compra dos trabalhadores da Administração Pública.
PARTILHAR